Campo Largo também terá rodízio de água em virtude da baixa nos reservatórios

16
Imagem de rony michaud por Pixabay

A Sanepar divulgou, nesta terça-feira (11), a tabela de rodízio no abastecimento de água de Curitiba e Região Metropolitana que vale até domingo (16). Em Campo Largo a região afetada será a área da Válvula Ferraria, confira as datas e localidades de Campo Largo no final da reportagem.

Desde março deste ano, o abastecimento está em esquema de 60 horas de fornecimento e 36 horas com suspensão.

A Sanepar pede para que a população use a água apenas para atividades essenciais – como alimentação, higiene pessoal e limpeza básica interna na casa.

Segundo a empresa, a região é abrangida pelo decreto do Governo do Paraná que determina situação de emergência hídrica pela continuidade da estiagem.

O mês passado, conforme a Sanepar, foi o abril mais seco da história em várias cidades paranaenses. Nesta terça-feira, o nível das barragens do sistema que abastece Curitiba e região está em 52,9%.

Em março de 2021, o mais seco em 24 anos em Curitiba, o nível dos reservatórios que abastecem a região estava em 60%, mais baixo que no mesmo período do ano passado e bem abaixo da média histórica dos últimos 20 anos, que indicava um volume útil de 97%.

Além da Região Metropolitana de Curitiba, também o sudoeste do Paraná foi abrangido pelo decreto.

O documento tem duração de 90 dias e, segundo o governo, considerou a gravidade da situação dos níveis dos reservatórios e a necessidade de mobilização estratégica para evitar o desperdício de água.

Região de Curitiba
O nível de água nos reservatórios é motivo de preocupação em Curitiba e na Região Metropolitana há meses.

A capital e cidades da região enfrentam sistema de rodício no abastecimento de água desde o ano passado. Conforme a Sanepar, o rodízio só será suspenso quando os níveis das barragens estiverem acima de 80%.

Anteriormente, a companhia chegou a anunciar que para o fim do rodízio era necessário que os níveis dos quatro reservatórios do sistema estivessem, na média, acima dos 60%.

Atualmente com pouco mais de 50% no nível geral dos reservatórios, não há previsão para o fim do rodízio na região. Além disso, a falta de chuvas também preocupa.

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), em abril deste ano, o volume de chuvas foi abaixo da média na maioria das regiões do estado.

CAMPO LARGO

Em Campo Largo o rodízio se dará na área da Válvula Ferraria e irá afetar as seguintes localidades: Jardim Keli Cristina, Vila Torres 1, Vila Rebouças e Vila Gilcy. Segundo tabela divulgada pela Sanepar o rodízio deve começar no próximo dia 16/05 às 16h e o abastecimento deve ser normalizado no próximo dia 18/05 às 04 da manhã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui