Ex-vereador de Campo Largo é preso após atirar em homem durante festa em Guaraqueçaba

94
Imagem: reprodução Redes Sociais

Via JB Litoral

Na manhã deste sábado (10) um homem foi baleado em Guaraqueçaba, no bairro Potinga, durante uma festa em uma propriedade particular. Segundo o boletim de ocorrência, a casa pertence ao ex-vereador de Campo Largo, Tadeu Quirino de Paula, do DEM.

Em razão de uma desinteligência, depois do consumo de bebidas alcoólicas, um dos convidados, identificado como Luizinho, teria tirado uma faca e apontado para o ex-parlamentar, que reagiu atirando.

Conforme apurado pela reportagem do JB Litoral, por volta das 4h, uma ambulância foi solicitada no local para socorrer uma vítima por arma de fogo. Depois de constatar a gravidade do ocorrido, Luiz dos Santos, o Luizinho, que foi baleado, foi direcionado ao Hospital Regional do Litoral (HRL) em Paranaguá.

Ele permanece estável, mas entubado e aguardando vaga para ser internado, já que uma das balas atingiu o abdômen e seu estado é considerado grave.

Os socorristas informaram à polícia que o responsável pelos disparos seria Tadeu de Paula. Em patrulha no local, os agentes encontraram o político, que mostrou onde estava a arma, que possui número de registro. Ele foi preso em flagrante e levado à delegacia de Antonina para prestar esclarecimentos.

A delegada que investiga o caso, Vanessa Cristina, afirmou que o ex-vereador “está sendo autuado por tentativa de homicídio. Informalmente, conforme BO, ele teria confessado. Porém, está assistido por advogada e ainda será formalmente interrogado”.

O JB Litoral tentou contato com Tadeu de Paula, que renunciou ao cargo em janeiro, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

Detalhes

Segundo testemunhas, a briga teria ocorrido por causa de um pen drive. Luizinho, após consumir bebidas alcóolicas durante a noite, teria apontado uma faca para o vereador. No boletim de ocorrência, a polícia confirma que houve a briga e que Tadeu confessou ter atirado para se defender.

Uma denúncia anônima feita ao JB Litoral, confirmou que o disparo de arma de fogo teria sido feito pelo ex-vereador. A polícia apreendeu a pistola .380, que tinha número de registro e estava sem munição.
Após ser preso, o parlamentar se “manifestou pelo desejo de se pronunciar apenas em juízo”. Sendo assim, Tadeu deve continuar na carceragem da delegacia de Antonina até que o juiz decida se estabelece fiança e liberdade provisória ou converterá a prisão em preventiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui