Entenda o que é a Síndrome do Intestino Irritável e seus sintomas.

Imagem de Sasin Tipchai por Pixabay

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma doença funcional, não possuem anormalidades em exames bioquímicos e por imagem.  Na SII é muito comum os pacientes alternarem entre a diarreia e a constipação.

Os sintomas dos portadores de SII podem variar entre esses: Constipação ou diarréia, melhora parcial ou total da dor depois de evacuar, cólica, sensação de esvaziamento incompleto do intestino, distensão abdominal e flatulência.

Os sintomas podem persistir por meses e isso altera a qualidade de vida do paciente, tornando seu diagnóstico difícil, pois ela pode ser confundida com outras síndromes do Trato Gastrointestinal (TGI).

Sua causa ainda é um pouco confusa, sabe-se que ela é multifatorial, relacionado com alterações neurológicas relacionada com o intestino, acredita-se também que seja causada por uma hipersensibilidade visceral, dados os sintomas apresentados, seus sintomas podem ser agravados por ingestão de algum alimento, estresse. 

A SII é de boa evolução e benigna, quando tratada corretamente. Caso haja sangramento, perda de peso, desidratação e desnutrição grave deve-se procurar um médico para a investigação dos sintomas.

Seu diagnóstico é clínico, por isso é muito importante a boa relação entre o médico e o paciente, os sintomas tem que estar presentes a pelo menos durante 12 semanas (consecutivas ou não). Não existe um exame específico para a SII, mas exames bioquímicos e de imagem devem ser feito para a exclusão de outras síndromes. 

O tratamento é feito a partir do momento que os pacientes identificam os alimentos e bebidas que fazem mal e os retiram da dieta, geralmente alimentos que fermentam são os que mais fazem mal, eles também são conhecidos como FODMAPs (são carboidratos que não são digeridos ou absorvidos pelo organismo e isso faz com que ele fermente). Alguns alimentos que são irritantes de mucosa e devem ser evitados são: Comidas gordurosas, álcool, cafeína, açúcar, industrializados, alimentos fermentativos, leite e derivados e alimentos picantes. É imprescindível a orientação do nutricionista para redução dos sintomas.

Semana passada falei sobre a Doença de Crohn, ela pode ser facilmente confundida com a SII, veja as diferenças: https://n34.com.br/2020/11/12/voce-ja-ouviu-falar-da-doenca-de-crohn-entenda-o-que-ela-e/

Atenção: As informações neste portal pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação no Serviço de Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui