Colégio de Campo Largo rejeita modelo de escola militar

Escola Estadual Macedo Soares rejeitou a militarização da escola

O projeto de militarização de escolas, proposto pelo governador do estado tem dado muita polêmica, no Colégio Macedo Soares a votação ficou aberta por mais tempo, até que o quórum mínimo fosse atingido, o que aconteceu nesta quarta-feira, dia 04, com o resultado sendo de 75 a favor e 152 contra a militarização, com esse resultado a escola segue no regime normal de ensino.

Escolas que aprovaram o regime militar podem ter a votação questionada pelo MP

O Ministério Público do Paraná (MP-PR), pediu a suspensão da consulta sobre a implantação de 216 colégios cívico-militares no estado. O pedido de opinião das comunidades escolares selecionadas, se aprovam ou não a mudança no regime, foi iniciado na semana passada, no dia 27 de outubro.

Conforme a portaria do MP-PR, “a Secretaria de Estado da Educação (SEED) não comunicou, em tempo hábil, a nova modelagem de gestão cívico-militar à comunidade educacional local, bem como não comunicou em tempo hábil e razoável a realização da consulta pública”.

A promotora também solicitou informações à Secretaria Estadual de Educação e do Esporte (SEED) sobre como o Programa Colégios Cívico-Militares foi divulgado nas comunidades escolares e de que forma a consulta foi comunicada.

Com a judicialização do assunto, o modelo pode ser não implantado em nenhuma escola do estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui