Polícia afirma que se confundiu e que suspeito do assassinato do ator Rafael Miguel e dos pais dele continua foragido

Mais cedo, chefe da polícia paulista havia afirmado que o assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele tinha sido detido no norte paranaense. Correção foi feita às 15h19

O delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, disse que a Polícia Militar do Paraná irá anunciar que se confundiu e que Paulo Cupertino, assassino do ator Rafael Miguel e dos pais dele, não foi preso no norte paranaense.

O próprio Fontes havia divulgado mais cedo que o assassino havia sido preso.

Na segunda-feira (26), a Polícia Civil descobriu que o empresário fez uma identidade com uma certidão de nascimento falsa em Jataizinho, no norte do Paraná.

Ele estava usando nome falso de “Manoel Machado da Silva” como um disfarce para se esconder. O assassino não aceitava o namoro de sua filha com o rapaz.

O crime

O crime aconteceu em junho de 2019, na Zona Sul de São Paulo. Paulo Cupertino é acusado de atirar 13 vezes em Rafael Miguel e em seus pais, o casal João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. Ele não aceitava o relacionamento da filha com Rafael Miguel.

Em 19 de junho de 2020, a Justiça converteu o mandado de prisão temporária dele em preventiva. Desde julho deste ano, Paulo Cupertino estava na lista dos criminosos mais procurados pela polícia de SP.

Ator Rafael Miguel que foi morto em 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui