Medidas de Bolsonaro contra a lava-jato são comemoradas por políticos envolvidos em corrupção

Ações tomadas pelo governo Bolsonaro e seu entorno estão enfraquecendo o combate à corrupção, Presidente alega que em seu governo não existe corrupção

Desde que nomeou Augusto Aras como Procurador Geral da República, os rumos de operações de combate à corrupção, principalmente a lava-jato, tem sido incertos. Aras não fazia parte da lista tríplice escolhida pela instituição, isso por si só já era um mal sinal.

De lá pra cá a operação vive várias crises, resultando em pedidos de afastamento em massa da operação, como o que ocorreu em São Paulo e até mesmo o afastamento da operação do seu principal procurador, Deltan Dalagnol, o enfraquecimento da operação foi ficando mais nítido.

Recentemente a operação sentiu um novo sinal de enfraquecimento, a indicação de Bolsonaro para o STF de Kassio Nunes Marques, indicado como desembargador em 2011 por Dilma Roussef, ele é conhecido por ser contrário a operação lava-jato e uma vez no STF poderá fazer coro a outros ministros que também tem esse posicionamento.

Mas tem gente gostando

Porém essas ações de Bolsonaro não desagradam todo mundo, no Congresso Federal, políticos do chamado “centrão” tem festejado as ações de Bolsonaro, inclusive, receberam com bons olhos a indicação de Kassio, para eles é uma vitória, pois nesse grupo de políticos estão concentrados o maior número de envolvidos em escândalos de corrupção, inclusive a lava-jato, para eles um combate menos efetivo à corrupção é melhor.

O Presidente Bolsonaro chegou até mesmo a receber elogios do Senador Renan Calheiros, que faz oposição ao governo Bolsonaro, no entanto tem celebrado as ações do Presidente para enfraquecer o combate a corrupção, Renan também está envolvido em vários escândalos de corrupção.

Muitos acreditam que essa tentativa de Bolsonaro de enfraquecer os mecanismos de combate à corrupção se deve como favor para agradar a sua base política no Congresso, ele atualmente está alinhado com políticos do “centrão” mesmo muitos deles sendo corruptos, e também para evitar prejudicar seus próprios filhos que são investigados em vários casos de ilegalidades e inclusive corrupção. O que resta saber é qual o preço que o Brasil vai pagar com tantos corruptos à solta e nenhum combate efetivo a eles.

O você, o que pensa sobre isso? Deixe abaixo seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui