Guarda Municipal que também atuava como pastor é preso suspeito de estuprar filha de 13 anos

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente um guarda municipal de Capivari (SP), que também atuava como pastor de entidade religiosa, suspeito de estuprar a filha, de 13 anos. A prisão foi realizada em apoio à Polícia Civil de São Paulo (PCSP), nesta quarta-feira (30), em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais.

Os abusos teriam iniciado em 2019, quando o suspeito conseguiu a guarda provisória da filha – que morou com ele até o mês de julho deste ano. A esposa do homem também teria submetido a vítima a torturas físicas e psicológicas durante o período em que conviveram juntas.  

Através de troca de informações entre as polícias, o homem foi localizado e preso no Paraná e encaminhado para Capivari (SP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui